Home / Capa / Tratamento inédito para disfunção erétil chega a Manaus

Tratamento inédito para disfunção erétil chega a Manaus

Um dos problemas sexuais que mais afetam os homens, a disfunção erétil tem ligação direta com a saúde física e psicológica e atinge pelo menos 15 milhões de homens no Brasil, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o equivalente a 30% da população masculina no País.

A ocorrência, conhecida popularmente como impotência sexual, é também um dos principais temores de 42% brasileiros, de acordo com pesquisa da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). A resistência em falar sobre o assunto e o fato de negligenciar a própria saúde, desde cedo, torna o problema ainda maior, chegando a afetar aspectos emocionais do indivíduo, segundo o urologista Giuseppe Figliuolo, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia, seccional Amazonas.

“Ao contrário das mulheres, que costumam ir ao ginecologista desde o início da adolescência, os homens não procuram especialistas para tratar de seus problemas de saúde em geral, principalmente os sexuais. Felizmente, técnicas minimamente invasivas já tornam o tratamento da disfunção erétil acessível a praticamente todas as idades, além de ser indolor”, explica o especialista do Centro de Urologia do Amazonas (Urocentro).

A tecnologia de ponta denominada Aires Shock Wave, à base de ondas de choque extracorpóreas de baixa intensidade, é um dos tratamentos não invasivos já disponíveis em Manaus. Inédito na Região Norte, o aparelho Dornier Aires, disponível na Urocentro, é utilizado para emitir estímulos por meio de ondas que ajudam a corrigir a disfunção erétil no tecido peniano e pélvico, resultando no aumento do fluxo sanguíneo, fator necessário para atingir e manter uma ereção suficiente para o desempenho sexual.

Giuseppe Figliuolo destaca ainda que o tratamento é indicado para casos de disfunção relacionada a doenças cardiovasculares e endocrinometabólicas, como hipertensão arterial, diabetes e obesidade.

A disfunção erétil é caracterizada pela dificuldade de manter a ereção peniana, em pelo menos 50% das tentativas, por tempo suficiente para permitir a penetração e a satisfação sexual.

A DE ocorre devido a um desequilíbrio entre a contração e o relaxamento da musculatura lisa do corpo cavernoso. A ereção é o resultado de um trabalho conjunto do sistema nervoso vascular e hormonal. As células das artérias penianas recebem a mensagem para relaxar o tecido muscular, propiciando aumento no fluxo sanguíneo e, assim, inchando o órgão. As causas também podem estar ligadas a fatores emocionais e psicológicos

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), cerca de 50% dos homens brasileiros acima de 40 anos têm alguma queixa em relação às ereções. “No entanto, pode ocorrer também em adultos jovens, de 30 anos, por exemplo. Manter atividades físicas regulares e alimentação saudável é uma das formas de prevenção, uma vez que o aumento da gordura abdominal e o sedentarismo são fatores que contribuem para um quadro de disfunção”, afirmou.

Ana Carolina Barbosa
92-984400505 / 98148723

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *