Home / Amazonas / SEPROR EM AÇÃO NA AREA METROPOLITANA. CAREIRO CASTANHO

SEPROR EM AÇÃO NA AREA METROPOLITANA. CAREIRO CASTANHO

Sepror, ADS, Idam e Adaf, responsáveis pelo setor produtivo primário do Amazonas, visitaram nesta quinta-feira, (01), o município Careiro Castanho, há 100 quilômetros de Manaus, para firmar parceria técnica e o desenvolvimento conjunto da cadeia produtiva primária do município. “Viemos com nossos principais técnicos. Estamos estudando as situações individualmente e acreditamos que o crescimento na produção depende desse tipo de parceria”, afirma Lúcio Flávio, presidente do IDAM.
A visita ao curral , totalmente vazio, revelou a diminuição de 70 para 13 mil cabeças de gado. Números que se assemelham ao da agricultura. “Há muitos anos necessitamos de recursos tecnológicos pra cuidar do solo pra melhorar a nossa produção”, revela Antônio Caetano, Secretario de Produção Careirense.

A produção agrícola, também vem diminuindo anualmente. E a população, acaba ganhando menos e pagando mais pela alimentação diária. Além de ajuda pra produzir, os agricultores precisam vender a produção. Nessa questão a Agência de Desenvolvimento-ADS, já garantiu a estrutura para feiras e exposições. “A ADS garante barracas, mesas, uniformes . Queremos implementar um comportamento empreendedor no nosso agricultor”, diz Lissandro Breval, Presidente da ADS.

Lissandro Breval presidente da ADS (camisa vermelha).

Do outro lado de quem
denuncia a falta de insumos, está o homem do campo, que pede mais conhecimento técnico, maquinários é insumos. “Nossa logística é ruim. Os insumos não atendem a todos. Não temos maquinário suficiente. Precisamos muito dessas ações coordenadas da Sepror”, lamenta Laureano Prints, agricultor é piscicultor da região.

Com dois tanques de produção de alevinos em funcionamento, a perspectiva é de que em menos de um ano a produção de tambaquis chegue ao patamar de 25 toneladas. “Já demos o treinamento, estamos oferecendo 100 mil alevinos e já disponibilizamos um especialista para o município. Isso vai dar certo“* afirma o chefe do departamento de pesca da Sepror.
Dedei Lobo secretário de Produção Rural do Amazonas.

Para Dedei Lobo, secretário estadual de produção, as ações coordenadas, com a participação das diversas competências produtivas, são receita para a melhoria da qualidade de vida do homem do interior. “Sabemos o quanto é árdua a missão de produzir alimentos, assim como sabemos da capacidade do homem da Amazônia. Por isso estamos ofertando o que está ao nosso alcance para fazer isso dar certo”, justificou Lobo.
Além dos processos produtivos, entrou na pauta das reuniões a necessidade do aterro sanitário da cidade, o polo moveleiro, artesanato e pesca esportiva.
Na próxima semana os técnicos da Sepror estarão nos municípios de Novo Aripuanã e Manicoré.

Aviário do senhor Daví na BR 319 km 96

ASCOM SEPROR/IDAM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *