SECRETÁRIO DA SEPROR ARTICULA PELO CALCÁRIO

O secretário de produção do Amazonas, Dedei Lobo, visitou na manhã desta segunda,19, no município de Manacapuru, a fabrica de calcário, minério utilizado na correção do solo , auxiliar na piscicultura, pecuária, na recuperação ambiental , beneficiamento de potássio e produção de rações. Na natureza o Calcário para produção agrícola(dolomítico) está localizado nas mesmas jazidas do calcário utilizado para fazer cimento, porém em camadas mais profundas. “Com o calcário existente no Amazonas, poderemos incrementar muitas atividades e baixar em até 10% o preço das frutas, legumes, carnes, queijos, peixes.

Secretário de Produção Rural DEDEI LOBO visitando a empresa Calnorte.

Nosso calcário é um presente de Deus e precisamos utilizar com sabedoria”, diz o Secretário.
O Amazonas possui uma reserva calculada em 1,7 milhão de toneladas, que poderia abastecer com
tranquilidade o mercado amazonense e até o brasileiro, caso o beneficiamento ganhasse corpo.” Há um interesse muito grande para que isso aconteça, mas as dificuldades de logística desde a mina em Urucará
até a processadora, aqui em Manacapuru, ainda têm que ser superadas”, explica Dedei, se referindo aos 680 quilômetros de distancia entre ambas. “Enquanto isso não ocorre, o minério é extraído lá e trazido
para cá em balsas”, completou.

Paraná, empresário e proprietário do CALNORTE em Manacapurú.

Em pleno funcionamento, a Fábrica de Beneficiamento de Calcário Calnorte produz 400 toneladas de pó
de Calcário por dia, garantindo assim a economia em até 70% no bolso dos produtores rurais, que antes
importavam tudo do Ceará, Rondônia e Mato Grosso a preços bem mais elevados. Por tonelada, importada
o trabalhador rural pagava em média R$ 400,00. Hoje paga entre R$ 150,00 e R$ 160,00 . “É um beneficio
muito grande para ficarmos na expectativa apenas. Temos que agir, articular, pedir e fazer acontecer pois
o beneficio é de toda a sociedade”, conclui Dedei Lobo.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.