Se estação chuvosa atrasar, seca no rio Madeira em 2021 pode ser uma das maiores, diz CPRM


Até outubro, devido ao período de estiagem, o nível do rio deve atingir os 2,58 metros.

 

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) divulgou nesta semana que a seca do rio Madeira em 2021 pode ser uma das piores, caso ocorra um atraso no início da estação chuvosa além de outubro, em Porto Velho.

Segundo perspectiva do CPRM, o rio Madeira deve atingir a cota de 4 metros ainda nesta primeira quinzena de agosto e, até o fim do mês, deve ficar abaixo dos 4 m, o que já é considerado baixo para esta época do ano.

Até outubro, devido ao período de estiagem, o nível do rio deve atingir os 2,58 metros.

“Havendo um atraso no início da estação chuvosa para além de outubro, a condição de seca poderá se aproximar de anos mais secos, assim como ocorreu em 2010, 2005, 2007 e 2020”, afirma o CPRM.

Essa redução do nível do rio vai depender da evolução das chuvas até outubro.

Ainda conforme o CPRM, a previsão hidrológica de intensa seca do rio foi gerada considerando o coeficiente de recessão para vazões, a partir da análise do histórico da estação de Porto Velho.

Loading...

“As previsões apresentadas no boletim são baseadas em modelos hidrológicos e estão sujeitas às incertezas inerentes aos mesmos. Além disso, as previsões feitas utilizam-se de previsões meteorológicas de outros órgãos”.

Navegação

Na segunda-feira (2), o nível do rio Madeira em Porto Velho era de 4,40 metros e, segundo o CPRM, a Marinha pode estipular restrições à navegação assim que o nível chegar aos 4 metros.

A viagem de Porto Velho a Manaus chega a ter atraso de até um dia nessa época do ano, por causa da estiagem.

Nos anos anteriores, a fumaça, pedras e bancos de areia dificultavam a navegação e a Marinha proibia a navegação noturna.

Fonte: G1


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here