Reforma da Ponte do Educandos é sinônimo de progresso e marca história de Manaus, afirma Alonso Oliveira

 

Em seu pronunciamento na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Alonso Oliveira disse que a reforma da ponte Antônio Plácido de Souza, que liga o bairro Educandos ao Centro, é um avanço para a capital e um momento histórico.

Conhecida popularmente como “Ponte do Educandos”, a estrutura será reformada pela primeira vez em mais de 40 anos. A ordem de serviço foi assinada na última sexta-feira, 25 de outubro, pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, dentro do pacote de obras lançadas em homenagem aos 350 anos da cidade.

“Essa é uma conquista da cidade de Manaus e com destaque para a Zona Sul. Na minha primeira legislatura fiz a indicação da revitalização daquela ponte e essa reforma é sinônimo de progresso e marca a história da cidade”, disse Alonso.

Na oportunidade, o vereador Chico Preto sugeriu que as próximas administrações no executivo municipal comecem a buscar recursos para a manutenção de estruturas históricas em Manaus como outras pontes e viadutos construídos em há mais de três décadas.

O vereador Ewerthon Wanderley fez um comentário durante o pronunciamento e lembrou que em setembro deste ano chamou a atenção da prefeitura sobre a manutenção periódica de pontes e viadutos na cidade de Manaus. “Esse tipo de prevenção é prevista e deve ser realizada constantemente para manter a segurança nessas estruturas”, explicou o vereador.

*Reforma -* A obra para recuperação da ponte do Educandos, com investimentos de R$ 5,2 milhões, foi licitada e tem como empresa vencedora do processo, a Procec Construção Pesada. O projeto contempla a recuperação das patologias construtivas com a troca do pavimento, recuperação do tabuleiro na face superior e inferior, revitalização das vigas de borda e transversinas, impermeabilização dos blocos de fundação, construção de novo guarda-corpo e a construção de guarda-roda.

Segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), os trabalhos já se iniciaram com a limpeza da área, instalação do canteiro e chegada do maquinário. A meta é que o projeto de revitalização seja executado sem que seja necessária a interdição total da ponte, a exemplo do que tem sido feito em outras obras da prefeitura, como na avenida Constantino Nery, no Manoa e na bola da Suframa. Mais de 30 trabalhadores irão atuar na execução do projeto e os serviços devem ser concluídos no prazo estimado de 180 dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here