Home / Capa / Recuperação de 37 escolas em situação precária no interior do Amazonas é iniciada pela Seduc

Recuperação de 37 escolas em situação precária no interior do Amazonas é iniciada pela Seduc

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM), iniciou o trabalho de recuperação das 37 escolas encontradas em situação precária e sem condições de receber alunos no ano letivo 2019. Os reparos, anunciados pelo governador Wilson Lima como medida emergencial, começaram em nove instituições de ensino que atendem estudantes no interior.

A primeira etapa dos trabalhos consiste no reparo inicial das 37 escolas, sendo 8 na capital e 29 no interior. Para isso, foram liberados R$ 4 milhões. Segundo o secretário de Estado de Educação, Luiz Castro, as obras serão executadas com o objetivo de disponibilizar, o mais rápido possível, as salas de aula. “Nossa principal preocupação é que os alunos voltem a frequentar as escolas rapidamente, em segurança e sem prejuízo ao ensino”, ressaltou.

O governador Wilson Lima já anunciou que, para o segundo momento, quando serão feitas reformas das escolas em situações mais críticas e que não podem ser incluídas na medida emergencial, o investimento será de R$ 40 milhões.

Os municípios de Novo Airão, Benjamin Constant, Itacoatiara, Silves e Humaitá são os primeiros a receber as equipes de reparos. Em Manaus, os trabalhos começam ainda nesta semana, segundo o secretário Luiz Castro. “Algumas escolas ficarão prontas em um mês, e já vamos iniciar o ano letivo, buscando sempre reduzir o prejuízo”.

Equipes de vistoria fazem levantamento – Além das 37 unidades, a Secretaria Executiva Adjunta de Gestão da Seduc-AM, já identificou 251 instituições que também precisarão passar por reparos e/ou reformas. “Esse número pode aumentar porque estamos trabalhando com equipes visitando as escolas para identificar essas necessidades. Temos seis equipes de vistorias que estão tanto na capital quanto no interior”, lembrou o secretário executivo adjunto, Rômulo Zurra.

Segundo Zurra, nos casos que demandarem mais tempo para conclusão do trabalho, os alunos que ainda não foram redirecionados serão encaminhados para escolas próximas para evitar prejuízo total do Ano Letivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *