PRODUÇÃO AGRÍCOLA NO SUL DO AMAZONAS GANHA FORÇA COM SAFRA RECORD DE ARROZ

 

A produção de grãos como soja e arroz é uma mina de ouro provocada por esta pandemia mundial chamado covid-19. O plantio de arroz nos campos naturais de Humaitá, certifica o ganho econômico que os produtores locais estão projetando em suas colheitas, nestes meses de abril e maio.

A disparada do dólar e a escassez de alimentos no mundo, já reaqueceu nosso setor primário local, que está aparelhado com um moderno Porto Graneleiro para escoar toda a produção de nossa região para o mercado internacional. A disputa por áreas de terras em nosso município nos alertam para a chegada de grandes agroindústrias que já estão em operação em nossa cidade. O grande fator preponderante que transformam nosso município em uma potência produtiva é a logística oferecidas aos produtores, com o baixo custo nas despesas com o transporte de cargas, transformadas em lucro para quem pode produzir na região sul do Amazonas.

A visão do ex-governador Amazonino Mendes com a implantação do 2º e 3º Ciclo se transformou em uma *”profecia agrícola”* declarada nos anos 90 embalada pelo ex-governador interino DAVID ALMEIDA e pelo ex-secretário de produção Dedei Lobo que em dobradinha com David embalaram a produção pecuária, melhorando a genética leiteira e a criação do gado de corte com o fim das restrições com vacinação da febre Aftosa. O moderno frigorífico Amazonas, está gerando emprego e renda em Humaitá, com o abate diário de bois que já abastecem o mercado consumidor de Manaus.

Fabricas de Castanhas, Açaí e muito em breve ração, fazem parte de nossa cadeia produtiva que se fortalece todos os dias, avançando e agregando divisas econômicas em nossa produção regional. Para quem anda por nossa cidade, observa um número crescente de casas e comércios em construção, aumento de postos de gasolina e supermercados certificam que Humaitá, não é mais a mesma!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here