Prefeitura de Eirunepé decreta situação de emergência para conter avanço de covid-19 no município

Após o aumento nos casos de covid-19 em todo o Amazonas, a prefeitura de Eirunepé decretou situação de emergência pelos próximos 120 dias no município. Neste sábado (16), o prefeito Raylan Barroso comunicou que, com avanço da doença em Manaus, a administração já estuda novas ações e medidas restritivas a partir da próxima semana.

 

O município de Eirunepé possui mais de 35 mil habitantes, segundo dados do IBGE (2020), com 2.893 casos de covid-19 e 13 óbitos, o que equivale a 0,41% do total de casos, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

 

“Na próxima semana, vamos reativar as barreiras sanitárias nos portos e aeroporto.  Aumentar a equipe de fiscalização com apoio da polícia civil, militar e capitania dos portos. Ainda, avaliar dia a dia o avanço de casos na cidade, adotar medidas mais rígidas como: fechamento de estabelecimentos comerciais e de serviços não essenciais, inclusive o aeroporto regional de Eirunepé e os portos municipais”, afirmou o prefeito de Eirunepé.

Loading...

 

Além do decreto de emergência, na cidade também está estabelecido o uso obrigatório de máscaras de proteção facial, a proibição de eventos e/ou atividades de qualquer natureza, pública ou privada, dentre outras medidas, sob pena de multa ou fechamento.

 

“Nossa atitude, desde o início da pandemia, é para proteger a população e preservar vidas. Manter a atividade econômica sem grandes prejuízos para a economia da cidade. Para que isso aconteça é fundamental a colaboração de todos. Profissionais da saúde, servidores públicos e a população”, explicou Raylan.

 

De acordo com o boletim da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), o estado possui 226.511 casos; 95.707 são de Manaus (42,25%) e 130.804 do interior (57,75%). São 6.043 óbitos no Amazonas e 3.975 na capital (Manaus).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here