Polícia Federal encontra 12 pessoas em condição parecidas com à escravidão, no Sul do AM.


A Polícia Federal do Amazonas prendeu, em flagrante, um homem que coordenava um grupo de 12 pessoas que estava trabalhando em condição semelhante à de escravos, na vila Mata-Matá, às margens do Rio Guariba, no Sul do Amazonas.

 

A Polícia Federal identificou que os trabalhadores estavam sem receber salário, viviam sem  água potável e com escassa comida. Eles estavam sendo explorados em terras que pertencem à União.

 

As investigações continuam em inquérito policial já instaurado para apurar possíveis envolvidos nas práticas de redução a condição análoga à de escravo e roubo de terras públicas. As penas, somadas, podem ultrapassar 10 anos de prisão.

Loading...

O MPT (Ministério Público do Trabalho) e a SIT (Subsecretaria de Inspeção do Trabalho) foram acionados. A prisão ocorreu na Operação Áurea, deflagrada neste final de semana para apurar crimes envolvendo trabalho análogo ao de escravo.

 

Fonte: Amazonas Atual


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here