Operação Enchente leva linhas de crédito e fomento ao município de Anamã no valor de R$ 1,5 milhão


Iniciativa tem levado ajuda humanitária e ações sociais e de saúde aos municípios em Situação de Emergência

 

O governador Wilson Lima repassou, nesta sexta-feira (07/05), operações de crédito, efetuou o perdão de dívidas com o Estado e entregou fomento no município de Anamã (a 165 quilômetros de Manaus). Somadas, as ações ultrapassam R$ 1,5 milhão. As medidas fazem parte da Operação Enchente 2021 que, desde fevereiro, já percorreu 13 municípios atingidos duramente pela cheia dos rios da região.

 

“Estamos visitando todo o interior, visitando aqueles nossos irmãos que são atingidos pela enchente. Estamos trazendo benefícios através da Afeam (Agência de Fomento do Estado do Amazonas), como o perdão das dívidas daquelas pessoas que foram atingidas e abrindo oportunidade de novos créditos”, disse o governador.

 

Além de crédito e fomento, a operação tem levado ajuda humanitária, água potável e ações nas áreas social e saúde aos municípios em Situação de Emergência decretada em razão da cheia.

 

Crédito – O Governo do Amazonas, por meio do Crédito Emergencial da Afeam, aplicou mais de R$ 1,1 milhão no município de Anamã neste ano. O recurso atendeu 85 pessoas que exercem as atividades de pesca artesanal e comércio em geral, sendo 75 pescadores e 10 comerciantes.

 

Dentre os 85 beneficiados, 21 foram atendidos nesta sexta-feira (07/05) e totalizam R$ 286,4 mil. Eles tiveram projetos coordenados pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) e foram financiados pela Afeam.

 

Os beneficiados são 21 pescadores das comunidades Vila do Arixi, Bom Jesus Iauara, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Vila Nova e Novo Brasil, além da sede do município.

 

Foram entregues oito canoas de alumínio, 12 motores rabeta 6,5 HP, um motor rabeta 9HP, um motor de popa 15 HP e um freezer de 530 litros.

Loading...

A pescadora Eliane Oliveira recebeu fomento para aquisição de um motor de popa. Ela explicou a importância do equipamento para o seu trabalho. “É muito importante para mim porque eu estava precisando. Eu pesco e a gente precisa de uma ajuda para que a gente possa conduzir o nosso peixe para dentro de Anamã. E sendo beneficiada por esse crédito, está sendo muito bom para mim”, afirmou Eliane.

 

Perdão de dívidas – A previsão para a concessão de anistia no município de Anamã pode chegar ao valor total de R$ 554,6 mil, atendendo 98 clientes, desde que cumpram as exigências previstas na legislação que aprovou a concessão do benefício.

Kit Feira – O Governo do Amazonas, por meio da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), doou um kit feira que vai beneficiar 40 famílias de produtores rurais. O kit é composto por duas tendas, 50 mesas, 50 cadeiras, dois expositores, 50 coletes, 50 bonés, totem e faixa.

 

Por meio da ADS, foram destinadas 400 unidades de sacos de ráfia e 250 unidades de caixas em papelão para 32 produtores da Associação dos Agricultores da Comunidade do Arixi e outros dois agricultores.

 

Fomentando a produção, o Governo do Amazonas, por meio da ADS, ainda comprou aproximadamente 8 toneladas de alimentos como banana, mamão, macaxeira e outros produtos. Com a ação, o governo evitará o desperdício destinando a produção local para 400 famílias em situação de vulnerabilidade social.

 

O presidente da associação, Edinaldo Cordeiro, destacou que, se não fosse o Governo do Estado, toda a produção seria inutilizada.

 

“A gente iria perder devido à enchente ter subido muito rápido. Alguns produtos a gente não tinha como segurar mais tempo para vender para outros compradores. A gente agradece muito ao governador Wilson Lima por essa iniciativa de ter comprado os produtos dos nossos agricultores e distribuído também para os próprios agricultores e moradores, as famílias necessitadas aqui no município de Anamã”, destacou Edinaldo.

 

Mais fomento – O Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) também compôs o pacote de medidas. Por meio dele, foi entregue um barco pesqueiro de 14 metros com geleira de 10 toneladas, que custou R$ 195 mil  e beneficia 470 pescadores artesanais. Além da pesca, os beneficiados praticam a agricultura familiar de subsistência.

 

FOTOS: Diego Peres/Secom


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here