Onda de assaltos e furto de celulares, crescem em Humaitá

HUMAITÁ (AM) – Assalto a celulares têm sido um dos principais alvos dos criminosos em Humaitá. Embora pouco se tenha divulgado o número de vítimas em 2018, foram são assustadores quase mil aparelhos roubados e furtados no município, com uma média de 05 a 10 casos por dia. As ocorrências desse tipo de crimes vêm crescendo no comparativo com o ano anterior. A desarticulação e identificação desse tipo de assalto precisam se tornar focos da Polícia Civil e Militar para coibir os furtos e roubos de celulares, em nossa pacata cidade.

Nas ruas, a caminho da escola, em festas noturnas, e até mesmo diante de suas casas, os meliantes não escolhem suas vítimas e agem contra elas sempre que aparentam estar descuidadas e desacompanhadas, em sua grande maioria as vítimas tem sido as mulheres. Em alguns casos, os criminosos chegam a agredir e graças a Deus, ainda não tivemos casos com morte.

“Essa questão de roubos e furtos de celulares é uma situação que incomoda muito a população. Embora os registros, são poucos, em cerca de 70% dos casos, eles empregam violência” para conseguir êxito, infelizmente, temos muitas pessoas que ainda compram esses aparelhos sem se preocuparem que receptação também é crime, comentou um policial militar que preferiu não se identificar.

Diante do volume de casos e frequência de ocorrências, a redação do site acrítica de Humaitá, alerta sobre a incidência destes casos que em sua grande maioria ficam na impunidade.

Texto: Chaguinha de Humaitá

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here