O humaitaense Francisco Cruz, esta muito próximo de se tornar Desembargador de Justiça do Amazonas

O desembargador Flávio Pascarelli, presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), pautou para o dia 07 de março o processo que trata da eleição do novo membro da Corte, na vaga reservada aos membros do Ministério Público Estadual, o chamado quinto constitucional.

 

Dos seis nomes apresentados pela classe dos promotores de Justiça, apenas três continuarão na disputa final.

 

A desembargadora Socorro Guedes foi a ultima promotora de Justiça escolhida pelo então governador Eduardo Braga, há 13 anos.

 

O atual procurador-geral de Justiça, Fábio Monteiro, sagrou-se o mais votado na disputa interna realizada na última sexta feira, mas é pouco provável que o seu nome seja mantido entre os três finalistas.

 

O nome do ex-procurador-geral de justiça Francisco Cruz é dado como certo entre os integrantes da relacão tríplice, juntamente com a procuradora Jussara Pordeus e Silva.

 

José Hamilton Saraiva dos Santos, que até o inicio do processo era absolutamente desconhecido, é hoje o nome mais cotado para ser ungido ao cargo pelo governador José Melo, graças ao apoio explícito do ministro Mauro Campbell, seu amigo e fiel escudeiro de longa data.

 

O favoritismo de Saraiva tem sido objeto de conversas nos bastidores do TJAM.

De perfil reservado, é conhecido por chegar sempre muito cedo ao trabalho, afeito à elaboração de peças jurídicas longas e bem fundamentadas.

 

Exerceu o cargo de secretário-geral na administração de diversos procuradores gerais e foi sub-procurador-geral jurídico durante a gestão de Francisco Cruz, de quem é amigo pessoal.

 

O governador José Melo vai se igualar aos governadores Gilberto Mestrinho, Amazonino Mendes e Eduardo Braga, que na passagem pelo governo nomearam membros da alta cúpula do Judiciário amazonense.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.