MP arquiva sindicância contra Francisco Cruz após concluir que denúncia feita por Ricardo Nicolau era baseada em mera suposição, sem prova alguma

Após três meses de investigação, a comissão de sindicância composta por procuradores de Justiça mais antigos do Ministério Público do Amazonas decidiu, por unanimidade, arquivar a denúncia feita pelo deputado Ricardo Nicolau contra o procurador de Justiça Francisco Cruz.

 

Vasta documentação foi analisada, testemunhas, engenheiros e servidores foram ouvidos durante os trabalhos da comissão especial que concluiu pela total improcedência da acusação lançada contra o ex-procurador-geral de Justiça.

 

Os procuradores não encontraram nenhum elemento, mínimo que fosse, que pudesse indicar qualquer irregularidade praticada pela comissão de licitação do MP-AM, durante a gestão de Francisco Cruz.
A denúncia foi considerada vazia, baseada em mera suposição, sem provas e com grave suspeita de falsidade documental.

 

Para os integrantes do grupo de trabalho, a conduta de Ricardo Nicolau é pura retaliação ao membro do Ministério Público, vez que o parlamentar foi investigado durante a gestão Francisco Cruz, e virou réu na Justiça amazonense pela suposta prática de crime de peculato, fraude em licitação, ordenação de despesa não autorizada e enriquecimento ilícito no superfaturamento milionário na construção do edifício-garagem da Aleam.

 

Nicolau já foi notificado pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, em agosto do ano passado, a devolver mais de 6 milhões de reais aos cofres públicos, e esse seria o real motivo da fantasiosa denúncia apresentada contra o ex-dirigente maior do Ministério Público Estadual.

Fonte: Portal do Zacarias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here