MP-AM pede que rádios chamem clientes do Bradesco que se sintam desrespeitados

O MP-AM (Ministério Público do Amazonas) abriu inquérito civil para apurar denúncias de possível desrespeito aos direitos do consumidor por parte do Bradesco no Careiro Castanho (a 88 quilômetros de Manaus). O MP determinou que seja feita uma chamada na rádio local para que clientes do banco que tenham sido desrespeitados na sua condição de consumidor, especificamente com relação ao tempo de espera na fila, possam ser ouvidos pela Promotoria de Justiça.

Em março deste ano, a agência do banco na Avenida Noel Nutels, na zona norte de Manaus, foi alvo de fiscalização do Procon. Os fiscais averiguaram que o tempo de espera para cada pessoa começar a ser atendida foi de duas horas e quarenta e cinco minutos, em média.

A lei da fila determina que sejam até 25 minutos. O banco também esteve na lista das empresas que mais recebem reclamações pelo consumidor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here