Ministério da Agricultura pede explicação à China sobre ‘suposta contaminação’ de frango por coronavírus

BRASÍLIA — Após o governo da China comunicar que identificou um lote de frangos contaminados pelo novo coronavírus oriundos de um frigorífico brasileiro, o Ministério da Agricultura afirmou que ainda não foi notificado oficialmente do caso pelo governo chinês e trata o tema como “susposta detecção” da Covid-19 nas mercadorias.

Por meio de nota, a pasta alegou que, depois da divulgação da notícia em veículos de imprensa, “acionou imediatamente a Adidância Agrícola em Pequim, que consultou a Administração Geral de Aduanas da China (GACC) buscando as informações oficiais que esclareçam as circunstâncias da suposta contaminação”.

O ministério ainda destacou que “segundo a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), não há comprovação científica de transmissão do vírus da Covid-19 a partir de alimentos ou embalagens de alimentos congelados”.

Nesta quinta-feira, autoridades municipais de Shenzhen alertaram que amostras retiradas da superfície de frangos congelados e também das embalagens tiveram resultado positivo para a Covid-19.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) ressaltou, também por meio de nota, que “não está claro em que momento houve a eventual contaminação da embalagem, e se ocorreu durante o processo de transporte de exportação”.

A associação ressaltou que “não há evidências científicas de que a carne seja transmissora do vírus”. As autoridades chinesas afirmaram que testaram os funcionários que tiveram contato com os produtos, assim como seus familiares, mas nenhum teste deu positivo.

O Brasil é o maior exportador de carne de frango do mundo e Santa Catarina é o segundo maior produtor de frangos do país. A China está entre os principais consumidores da carne brasileira. Em julho, o país chegou a suspender a importação de frigoríficos brasileiros por temer que as mercadorias estivessem contaminadas.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.