Hospital Francisca Mendes inicia programa de residência médica em cirurgia cardiovascular


Ação possibilita a formação de novos especialistas na área

 

O Hospital Francisca Mendes, referência no tratamento de doenças cardiovasculares na rede pública de saúde, iniciou, neste mês de março, o programa de residência médica em cirurgia cardiovascular para formação de novos médicos especialistas na área.

 

A unidade hospitalar, que está sob a gerência da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) desde junho de 2020, firmou parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) para dar continuidade ao programa de residência médica. A implantação do programa está dentro do plano de reordenamento do hospital.

 

“Identificamos o aumento na demanda de cirurgia cardíaca e uma parcela dos cirurgiões cardíacos do Amazonas estão sobrecarregados de atividades. São poucos profissionais no Brasil. Na UEA, é o primeiro programa em residência médica em cirurgia cardiovascular com o objetivo de treinar novos profissionais nesta especialidade médica”, declarou o coordenador do programa, o médico George Butel.

 

As médicas Tamara Arruda e Bruna Dantas foram aprovadas na seleção do programa de residência médica, com duração de cinco anos, reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), responsável pelo custeio da bolsa de estudo, e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular. A cada ano o programa terá o ingresso de dois novos médicos para formação em cirurgia cardiovascular.

Loading...

 

O coordenador do programa ressaltou que a formação e a capacitação de profissionais médicos irá reforçar o quadro de especialistas, fortalecendo a assistência à saúde do paciente cardiopata na rede estadual.

 

“Ao término dos cinco anos estaremos com uma turma de 10 profissionais médicos em treinamento. Vamos formar profissionais de alto nível para atender os pacientes cardiopatas do Amazonas e também dos estados vizinhos. A formação dos residentes irá acelerar o andamento das cirurgias, porque é um reforço a mais em mão de obra especializada e treinada que o Estado abarca”, disse.

 

Residência médica – O treinamento obedece a matriz curricular, com a carga horária total de 5.760 horas, com atividades teóricas e práticas, conforme explica o coordenador do programa de residência médica.

 

“A formação contempla programação teórica e a prática, com o desenvolvimento de atividades dentro do Hospital Francisca Mendes e fora da unidade hospitalar, por exemplo, na urgência de prontos-socorros para o aprendizado de conhecimentos básicos de cirurgia geral. O programa inclui, também, avaliações que serão aplicadas aos médicos residentes e enviadas ao Ministério da Educação”, finalizou.

 

FOTO: Rodrigo Santos/SES-AM


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here