Governo do Estado retoma obras no Anel Sul para garantir mais fluidez ao trânsito na zona norte da capital

As obras do Anel Viário Sul, trecho compreendido entre a Avenida Torquato Tapajós até à Ponte do Tarumã, na zona oeste de Manaus, foram retomadas pelo Governo do Amazonas. A obra, que estava paralisada desde março de 2016 devido à ausência de repasse de recursos do Governo Federal, reiniciou no início deste mês para execução dos serviços de drenagem, terraplenagem e revestimento asfáltico.

Essa etapa faz parte do conjunto de obras viárias do Anel Sul, que terá 8,3 quilômetros de vias duplicadas entre a Avenida Santos Dumont e o Complexo José Henriques, no entroncamento com a Torquato Tapajós. A obra total está orçada em R$ 81,1 milhões com prazo de conclusão no segundo semestre de 2018.

 

“Esta via, quando estiver pronta, será estratégica para o transporte de insumos e produtos entre o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes e as fábricas do Polo Industrial de Manaus”, observa o governador David Almeida, que ordenou a retomada das obras a aproximadamente duas semanas.

 

Neste trecho do Tarumã há 30 homens trabalhando, um trator de esteira, dois tratores, duas escavadeiras hidráulicas, duas motos niveladoras, duas retroescavadeiras, cinco caçambas e um caminhão pipa. O projeto prevê a duplicação da estrada do Tarumã com via de mão dupla com três pistas de rolamento em cada um dos lados e passeios laterais com a implantação de baias que abrigarão 14 paradas de ônibus e três pontes, uma nas proximidades da Cachoeira Alta do Tarumã e duas, paralelas, na altura da Ponte do Tarumãzinho e próximo ao acesso da Vivenda Verde.

 

Para 2017, está prevista a continuação da obra de terraplanagem, drenagem e revestimento asfáltico no trecho Vivenda Verde/Torquato Tapajós, do pontilhão da Bolívia, na pista esquerda; e ainda a interseção da Torquato Tapajós, com a Estrada do Tarumã e a Avenida José Henriques, coma construção de trincheira e vias de acesso.

 

Anéis viários – Os Anéis Viários Leste e Sul vão proporcionar a criação de um corredor direto entre o Distrito Industrial e o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Quando prontos, eles permitirão retirar das principais vias cidade o tráfego de carretas e de caminhões de carga que circulam entre as fábricas do Polo Industrial de Manaus e o Terminal de Cargas do aeroporto.

 

Investimento – O setor de infraestrutura ganhou um novo fôlego na gestão David Almeida, com a retomada de obras e a ordem de serviços para importantes projetos que colaboram para o desenvolvimento socioeconômico do Estado. Com mais R$ 170 milhões investidos, as obras já estão em andamento, e com previsão de entrega de algumas delas ainda para este ano. Entre as obras em curso estão a duplicação da estrada AM-070 (Manaus-Manacapuru), a avenida das Flores, estradas e ruas em vários municípios.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.