Governo do Amazonas entrega 15 toneladas de ração para protetores e cuidadores de animais


A ação faz parte do Programa Estadual de Bem-Estar Animal. Ao todo, 234 protetores foram beneficiados

 

Em mais uma ação pela causa animal, o Governo do Amazonas realizou, nesta segunda-feira (21/06), a entrega de 15 toneladas de ração que atenderão diretamente 234 protetores e cuidadores de cães e gatos, todos aprovados no edital público nº 002/2021. É a segunda ação de apoio executada em dois meses no estado.

 

A entrega dos alimentos ocorreu no Centro de Convenções Vasco Vasques, zona centro-oeste, beneficiando pessoas que prestam o trabalho voluntário em Manaus, Manacapuru e Novo Airão. A iniciativa está inserida no Programa Estadual do Bem-Estar Animal, parceria da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Fundação Amazonas Sustentável (FAS). A doação possui recursos oriundos de emendas parlamentares da deputada Joana D’Arc (PL) e do deputado Saullo Viana (PTB).

O secretário de Meio Ambiente, Eduardo Taveira, destacou que a medida é uma determinação do governador Wilson Lima, e explica que o trabalho dos cuidadores carrega um impacto fundamental em diversas esferas da causa animal, além de ajudar a fauna silvestre.

 

“Tem impacto muito grande, não só na zoonose, que tem a ver com a questão da saúde humana, mas também grande parte desses animais de rua predam ninhos, filhotes de Áreas de Conservação, áreas verdes na cidade. É um papel que ele é integrado à agenda ambiental urbana, que prevê a qualidade de vida das pessoas, diminuindo zoonoses, o bem-estar animal e, também, a conservação de ambientes urbanos, ambientes naturais e urbanos”, explicou.

 

Ainda segundo o secretário, esta é a segunda distribuição de ração para grupos que trabalham com animais. Em abril, 64 pessoas foram beneficiadas com a entrega de aproximadamente quatro toneladas de ração.

 

Política pública – Autora da emenda parlamentar, a deputada estadual e protetora, Joana D’Arc, explica que a pandemia ocasionou no aumento de casos de abandono de animais, por conta da crise financeira, além da diminuição de adoções. Ela afirma que o objetivo é fazer da política pública uma ação permanente no Amazonas.

 

“Sabemos que ainda não é o suficiente, mas esse é um projeto piloto para a construção dessa política pública de suporte para os protetores de animais. Eles fazem o que o poder público deveria fazer como um todo. Nós estamos tentando corrigir a ausência de política pública de todos esses anos”, afirmou a parlamentar, acrescentando que deverão ser inauguradas três Unidades Móveis de Castração nos próximos meses.

Loading...

 

O superintendente da FAS Amazônia, Virgílio Viana, destacou a parceria com a Sema e deputados para a formulação da Política Estadual do Bem-Estar Animal.

“Acredito que seja um momento histórico, porque, até então, tinham ações muito pontuais e não algo estruturado na forma de um programa. Essa é a contribuição que a FAS traz do ponto de vista de gestão. A FAS tem um histórico de gestão muito bem organizada, não só do ponto de vista da eficiência e da eficácia das ações, mas também do ponto de vista da transparência no uso dos recursos, para que tudo seja feito da forma mais ética possível”, disse o superintendente.

 

Cadastro Estadual – A compra de rações para cães e gatos é uma das atividades previstas no Cadastro Estadual de Protetores e Cuidadores de Animais, disposto na Lei Estadual nº 5.123, de 15 de janeiro de 2020, e em consonância à uma das metas do Programa Estadual do Bem-Estar Animal, conforme o Decreto nº 39.671, de 23 de outubro de 2018 – ambos proposta da deputada Joana D’arc.

 

Cuidados – A cuidadora Andréia Moreira, da Associação Celeiro dos Anjos, possui um espaço que abriga 40 gatos e 11 cães. A demanda por ração, segundo ela, é a mais cara, e a entrega deste quantitativo representa um conforto para vários grupos.

“Nós que lidamos com os animais somos muitos criticados, questionados, e a gente faz aquilo que o poder público deveria fazer. Essa ajuda do projeto de ração, ela está sendo, assim, de suma importância para muitos protetores que não têm sua renda, que a sua renda foi afetada. Vai ajudar muito”.

 

Há mais de 30 anos, Tânia Mussa é cuidadora e atua na causa animal. Ela abriga aproximadamente 250 cães em uma casa no bairro Santa Etelvina, zona norte de Manaus. Para ela, o resgate, salvamento e cuidados de animais se transformou em uma luta diária.

 

“É um apoio que a gente está dando, graças a Deus, porque em momento algum na nossa história, nenhum governador, nenhum prefeito, nada, ninguém deu aquele olhar carinhoso para a causa animal. O governo do Wilson Lima está sendo diferente, está ajudando e isso para nós protetores é o que importa”, ressaltou a cuidadora.

 

FOTOS: Arthur Castro/Secom


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here