Governo destinou para programa de Michelle valor doado para compra de testes de Covid-19

Segundo a ‘Folha de S.Paulo’, empresa fez doação ao Ministério da Saúde, mas verba foi parar em projeto de primeira-dama

O governo do presidente Jair Bolsonaro destinou 7,5 milhões de reais doados especificamente para a compra de testes rápidos da Covid-19 para o programa Pátria Voluntária, liderado pela primeira-dama Michelle Bolsonaro.​ A informação é da Folha de S.Paulo.

De acordo com a publicação, a doação foi feita pela Marfrig, um dos maiores frigoríficos de carne bovina do País. No dia 23 de março, a empresa anunciou que doaria esse valor ao Ministério da Saúde para a compra de 100 mil testes rápidos do novo coronavírus.

A doação teria sido feita nas primeiras semanas da pandemia no País, momento em que faltavam testes enquanto a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) era testar a população.

Na ocasião, a empresa citou a pasta e celebrou o gesto. “Esperamos que nossa iniciativa seja seguida por outras companhias brasileiras”, disse o presidente do conselho de administração da empresa, Marcos Molina.

No dia 1º de julho, no entanto, com o dinheiro já transferido, o governo Bolsonaro consultou a empresa sobre a possibilidade de utilizar a verba não mais nos testes, mas em outras ações de combate à pandemia. Os recursos foram então parar no projeto Arrecadação Solidária, vinculado ao Pátria.

O programa da primeira-dama já consumiu cerca de 9 milhões de reais dos cofres públicos em publicidade pagos pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência. A Casa Civil ainda não se pronunciou sobre o caso.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.