Fiscalização eletrônica em Porto Velho, poderão ser substituídas por lombadas

QUEBRA-MOLAS VÃO RETORNAR

O superintendente do DNIT no estado de Rondônia , Claudio Neves, disse que o contrato das lombadas é gerenciado por Brasília e a nova diretoria não quis prorrogá-lo porque já teria ocorrido outras 03 prorrogações.

Para resolver a questão a coordenação de operações rodoviárias licitou um novo contrato, no entanto o certame está na justiça não tendo prazo para definição. Claudio diz que somente na segunda-feira (04) essa informação foi repassada para Rondônia. Sem contrato em vigor todas as lombadas eletrônicas terão quer ser retiradas.

O DNIT está analisando os locais onde isso vai acontecer e, caso a retirada comprometa a segurança vão ser construídas lombadas físicas, o famoso quebra-molas, até que se tenha um novo contrato de radares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here