Em Manaus, manifestantes pedem a renúncia de Michel Temer e cobram eleições diretas

Rafael Seixas
Manaus (AM)

Centro de Manaus foi o palco do ato público, que reuniu cerca de cem pessoas. Manifestações estão sendo realizadas em várias cidades do País

Mais de cem pessoas foram às ruas do Centro de Manaus nesta quinta-feira feira (18) pedir a renúncia do presidente Michel Temer.A caminhada em repúdio ao peemedebista começou na Praça do Congresso e terminou no Largo de São Sebastião.

O protesto ocorre um dia após a divulgação que Temer foi gravado pelos empresários Joesley e Wesley Batista, proprietários da empresa JBS, dando aval para o pagamento de propina que pagaria o “silêncio” do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Há atos semelhantes acontecendo em várias cidades do País.

A revelação foi feita em matéria do jornalista Lauro Jardim, publicada em primeira mão pelo jornal O Globo. O material relatado consta no acordo de delação premiada que os empresários, donos da maior produtora de proteína animal do planeta, fecharam com a Procuradoria-Geral da República.

O protesto contou com a participação de movimentos estudantis, integrantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e membros de movimentos sociais em geral.

Para o estudante Carlos Freitas, 19, Temer deve renunciar ao cargo e uma nova eleição deve ser realizada. “Foi comprovado que ele roubou e que comandava esse esquema de corrupção. O Brasil está afundando. Precisamos nos fortalecer novamente”, disse.

O universitário Herlam Glória, 30, acredita que a única solução para que o país se restabeleça é a realização de uma eleição direta. “O povo precisa ir para as urnas e escolher o seu novo representante. Chega de corrupção e tantas impunidades. Que haja justiça”, declarou.

Fonte: acritica.com

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.