Chuvas e transbordamento de rios na Bolivia, ameaçam transbordar o Rio Madeira

Chuvas imprevisíveis associadas ao fenômeno El Niño já deixaram cerca de 2.200 famílias afetadas e 975 afetadas em cinco municípios bolivianos. Até agora, o volume das águas devem ocasionar a subida das águas no Rio Madeira, nos próximos dias, a prefeitura de Humaitá ja decretou estado de alerta, precavendo-se de uma possível inundação devido às chuvas em Rondônia e o país boliviano: Tupiza e Villazón em Potosí, Lagunillas, Cuevo e La Guardia em Santa Cruz. Enquanto isso, o alerta cresce nos municípios de Santa Cruz, que já são os seis da região.

 

Os municípios de Cruceño pedem ajuda. O presidente da Associação de Municípios de Santa Cruz (Amdecruz), Rodolfo Vallejos, informou que cerca de 1.300 famílias e mais de 2.000 hectares de culturas em seis municípios rurais foram afetados pelas chuvas e pediram ajuda às autoridades nacionais para lidar com emergências. . “Como presidente da Amdecruz quero pedir novamente a Defesa Civil para estar presente, em cada um desses municípios que foram prejudicados pela chuva, especialmente as famílias que não têm moradia, alimentação, comida e remédios, não têm onde dormir”ele disse em uma conferência de imprensa.

 

O sul do Amazonas, onde se localiza Humaitá ja viveu a maior cheia de sua historia moderna, quando as aguas deixaram milhares pessoas desabrigadas na cidade e no interior, ocasionando prejuízos incalculáveis, que até hoje (2019) ainda marcam a vida dos moradores da região.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here