Apuí não terá nova eleição em 2017 para prefeito, diz TRE-AM

O município de Apuí, no interior do Amazonas, saiu da lista de cidades que podem ter novas eleições para prefeito em 2017, segundo informação atualizada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), nesta quarta-feira (12).

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reverteu o indeferimento da candidatura de Antônio Roque Longo (DEM), prefeito eleito da cidade em 2016. Com isso, ele permanecerá no cargo.

O Secretário da Secretaria Judiciária do TRE/AM, Waldiney Siqueira, disse que, além de Apuí, Lábrea, Nova Olinda do Norte, Careiro da Várzea também não terão novas eleições após decisão do TSE.

“Do rol de municípios que estávamos aguardando julgamento pelo TSE para decidir se haverá ou não eleição, Lábrea, Nova Olinda do Norte, Careiro da Várzea e Apuí, saíram da nossa lista de possíveis municípios onde poderiam ter eleição suplementar”, disse Siqueira.

Em Apuí, o candidato eleito para prefeito do município Antônio Roque Longo (DEM) teve as contas desaprovadas pelo Legislativo Municipal por irregularidades de natureza insanável. A decisão o deixa inelegível por oito anos.

“Nos ganhamos o processo que estava em andamento desde a eleição passada, quando o prefeito anterior nos acusava de termos problemas na justiça, quando não tinha-mos mais. Então, graças a Deus, os ministros do TSE entenderam que eu não tenho nenhuma pendência e me absorveram”, disse o prefeito de Apuí.

Ainda de acordo com informações, o Tribunal no Amazonas aguarda análise de embargos para decidir sobre novas eleições em Carauari, Novo Aripuanã, Anamã, Novo Airão e Caapiranga. “É importante esclarecer que não estamos informando que haverá eleição municipal nesses municípios, vai depender da decisão a ser proferida pelo TSE”, disse.

Fonte: anoticiadoam.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here