Amazonino visita Humaitá, e diante de milhares de pessoas, libera atividade garimpeira no Rio Madeira

O governador Amazonino Mendes visitou o município de Humaitá, nesta terça-feira (12), onde fez a entrega oficial da “Licença de Operação Ambiental” (LOAs) para atividades de extração mineral no rio Madeira e na oportunidade anunciou também investimentos no município.

 

O prefeito Herivaneo Seixas disse diante do povo presente que, fez a escolha certa ao apoiar o governador Amazonino Mendes, e que esta conquista da licença ambiental aos extrativistas minerais de Humaitá, é resultado do apoio dado pelo governador que ao tomar conhecimento dos prejuízos de milhares de extrativistas minerais familiar, procurou resolver de todas as formas, resolver a liberação da licença ambiental tão sonhada e desejada por todos, finalizou.

O governador Amazonino agradeceu a recepção do prefeito Herivaneo Seixas, dizendo que apesar dele ser pequeno tem uma voz forte, e que isso o faz ser querido pelo povo humaitaense, em seguida anunciou a construção de um ‘novo’ centro cirúrgico no hospital geral, e nfará a entrega de duas ambulâncias ao município.

O governador Amazonino Mendes, disse diante de mais de 2 mil pessoas que em Humaitá o trabalho sem licenciamento e controle, não gera renda no município e fomenta atividades ilegais e criminosas. “Isso (licenciamento e controle) não foi fácil, mas é algo extremamente importante porque só aqui, em Humaitá, quase seis mil pessoas vivem do garimpo. E os recursos do garimpo marginalizado, escondido, fora da lei, os recursos que são muitos milhões de reais, de ouro, se tornam clandestinos, não fica nada para a cidade, para a população e continua a poluição de forma desvairada no rio”, afirmou Amazonino.

 “O homem não trabalha mais como marginal. Trabalha consciente da sua profissão, com dignidade para sustentar suas famílias. Vai circular mais recursos no município, para ajudar o município, e o ouro não vai mais viajar para as 

fronteiras da Bolívia para ajudar o narcotráfico”, completou.

O presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Marcelo Dutra, que acompanhou o governador em Humaitá, disse que a LOA n 410/2017, que permite o garimpo de ouro na região de Novo Aripuanã, através de um Termo de Ajustamento de Conduta Ambiental (Taca) firmado entre o Ipaam e as Cooperativas dos Extrativistas Minerais Familiares de Manicoré (Cooemfam) e dos Garimpeiros da Amazônia em Humaitá (Cooagam).

As demais licenças entregues correspondem a renovações das LOAs nº 070/13-02; 242/13-01; 323/12-04; 363/13-01 e 378/12-02, concedidas pelo Ipaam às cooperativas de garimpeiros com Permissões de Lavra Garimpeiras (PLGs) expedidas pelo Departamento Nacional de Pesquisa Mineral (DNPM). As renovações, também resultados de Tacas, são para atividades de garimpo na região dos municípios de Manicoré e Humaitá. Os termos de ajustamento de conduta foram elaborados amparados em pareceres técnicos do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Cemaam). finalizou.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here