Home / Capa / Aliança para retorno de Amazonino
MANAUS - AM: 12/12/2012 - AMAZONINO MENDES FALA COM JORNALISTAS POR MEIO DE COLETIVA, A SEDE DA PREFEITURA DE MANAUS, NO BAIRRO COMPENSA, ZONA OESTE, FOI O PALCO DA ÚLTIMA ENTREVISTA COLETIVA CONCEDIDA POR AMAZONINO MENDES COMO PREFEITO. ELE FEZ UM BALANÇO DE CADA SECRETARIA E REBATEU INFORMAÇÕES DADAS PELO PREFEITO ELEITO ARTUR NETO (PSDB) DE QUE HÁ UM ROMBO NA ECONOMIA DO MUNICÍPIO. FOTO: CLOVIS MIRANDA / ACRÍTICA.

Aliança para retorno de Amazonino

07/05/2017 às 19:53 – Atualizado em 07/05/2017 às 19:56

Show show 493949

Ontem, o senador Omar Aziz, presidente regional do PSD, conversou durante mais de uma hora com o deputado federal Átila Lins (PSD) e com o deputado estadual Belarmino Lins (Pros) alinhavando apoio para uma chapa majoritária que seria encabeçada pelo ex-governador Amazonino Mendes (PDT), tendo como candidato a vice alguém do PSD que seria escolhido entre Átila Lins e o deputado estadual Josué Neto (PSD). Amazonino já foi governador do Estado por dois mandatos.

Melo

A articulação de Omar Aziz conta com o apoio do governador José Melo, que permanece no cargo até que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) dê posse a David Almeida como governador interino. Para isso, o presidente do TRE, Yedo Simões, aguarda a publicação do acórdão da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que confirmou a cassação de Melo.

Braga

Na outra ponta do jogo, o senador Eduardo Braga (PMDB) articula tentando conquistar o apoio do PR do deputado federal Alfredo Nascimento para enfrentar o candidato apoiado por Omar. Alfredo ficaria com a vaga de senador em 2018 e convenceria Marcelo Ramos a concorrer a  deputado federal.

Nada de vice

Alfredo terá trabalho, pois Marcelo Ramos já afirmou que o PR deve ter candidato próprio. Questionado sobre uma  especulação de que ele seria vice de Amazonino Mendes, ele declarou que não existe nenhuma tratativa sobre isso. O partido deve anunciar seus candidatos a governador e vice no encontro estadual marcado para o próximo sábado, dia 13.

Cotado

O prefeito de Manaus  Artur Neto é um nome cotado também para disputar o Senado em 2018 na vaga que será aberta por Vanessa Grazziotin (PCdoB). Essa articulação acomodaria Marcos Rotta, que concluiria o mandato de Artur como prefeito de Manaus, podendo se candidatar à reeleição em 2020.

Vanessa

O PCdoB realiza reunião hoje para definir quem será o candidato do partido na eleição suplementar para governador. A legenda  ainda não definiu se terá candidato próprio ou se vai integrar uma composição. Apenas uma coisa está definida: a senadora Vanessa Grazziotin não será candidata. Ela está na lista de inquéritos autorizados pelo Supremo.

Lava Jato

Nas negociações de bastidores para definição de candidatos, as lideranças tentam evitar nomes que tenham aparecido em delações premiadas  ou que tiveram inquérito autorizado pelo Supremo no âmbito da Operação Lava Jato. Mas Eron Bezerra afirma que o motivo de Vanessa não concorrer é que “ela não vai querer”.

ADI

Sobre a intenção da Assembleia Legislativa de  mover no Supremo uma ação defendendo que as eleições suplementares devem ser indiretas, o professor de Direito Constitucional Cássio Borges lembra que já corre  no Tribunal  uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra o artigo 224 do Código Eleitoral, o mesmo questionado pela ALE-AM.

Conflito

O artigo estabelece que eleição indireta só deve ocorrer se a vacância for nos seis últimos meses do mandato, contrariando a Constituição, que fixa o prazo de dois anos.  Borges afirma não acreditar que o Supremo resolva suspender a eficácia do artigo antes que se resolva a questão do Amazonas.

fonte: acritica.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *