Home / Amazonas / Afetados pela enchente na calha do Solimões recebem 113 toneladas de ajuda humanitária

Afetados pela enchente na calha do Solimões recebem 113 toneladas de ajuda humanitária

A Defesa Civil do Amazonas vai enviar, neste fim de semana, uma balsa com 113 toneladas de cestas básicas e mais itens de ajuda humanitária para atender os afetados

Com informações da assessoria / [email protected]

Previsão é de que a embarcação parta do porto Trairí na Compensa, neste sábado (Foto: Divulgação/Defesa Civil)
Previsão é de que a embarcação parta do porto Trairí na Compensa, neste sábado (Foto: Divulgação/Defesa Civil)

Manaus – A Defesa Civil do Amazonas vai enviar, neste fim de semana, uma balsa com 113 toneladas de cestas básicas e mais itens de ajuda humanitária para atender os afetados das calhas do Médio e Alto Solimões. A previsão é de que a embarcação parta do porto Trairí na Compensa, neste sábado (24).

“Nesta segunda fase, pelo menos 17 cidades já foram atendidas e agora as famílias prejudicadas nos oito municípios das calhas do Solimões estão recebendo a ajuda no intuito de minimizar os impactos causados pelo desastre”, afirmou o secretário executivo da Defesa Civil do Amazonas, coronel Fernando Pires Júnior.

Alto e Médio Solimões

No Alto Solimões estão sendo contemplados os afetados de Tabatinga, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Amaturá, Santo Antônio do Içá e Atalaia do Norte, que receberão, além das cestas básicas, kits de limpeza, redes, mosquiteiros, água e hipoclorito de sódio para purificar a água.

Os seis municípios da calha tiveram os decretos de Emergência homologados pelo Estado entre os dias 11 e 19 de maio. Destes, o mais prejudicado pela enchente é Benjamin Constant, com 2.350 famílias afetadas, em 53 comunidades.

Também serão atendidos com o apoio do órgão os municípios de Alvarães e Fonte Boa, no Médio Solimões. Juntas as cidades somam 1.893 famílias prejudicadas.

Atendimento

Além dos 17 municípios que já receberam o socorro, outros nove estão em atendimento nessa segunda etapa em que estão sendo distribuída um total de 900 toneladas de ajuda aos municípios atingidos pela cheia dos rios. Para o processo de assistência às cidades, o órgão leva em consideração alguns critérios, dentre eles, a data de homologação do Decreto de Emergência por parte do Estado e ainda o grau de afetamento de cada cidade.

Balanço da enchente 2017

Situação de emergência: 39 municípios

1- GUAJARÁ (calha do Juruá); 2- IPIXUNA (calha do Juruá); 3- EIRUNEPÉ (calha do Juruá); 4- ITAMARATI (calha do Juruá); 5- CARAUARI (calha do Juruá); 6- JURUÁ (calha do Juruá); 7- CANUTAMA (Purus); 8- BENJAMIN CONSTANT (calha do Alto Solimões); 9- ATALAIA DO NORTE (calha do Alto Solimões); 10-TAPAUÁ (Purus); 11-TABATINGA (calha do Alto Solimões); 12-TONANTINS (calha do Alto Solimões); SANTO ANTÔNIO DO IÇA (calha do Alto Solimões); AMATURÁ (calha do Alto Solimões); ANAMÃ (calha do Solimões); ANORI (calha do Solimões); COARI (calha do Solimões); IRANDUBA ( calha do Solimões); MANACAPURU (calha do Solimões); CAAPIRANGA (calha do Solimões); ITACOATIARA (calha do Médio Amazonas); TEFÉ (calha do Médio Solimões); SÃO PAULO DE OLIVENÇA (calha do Alto Solimões); 24- ALVARÃES (calha do Médio Solimões); 25- BOA VISTA DO RAMOS (calha do Baixo Amazonas); 26- BERURI (calha do Purus); 27- CAREIRO DA VÁRZEA (calha do Amazonas); 28- MARAÃ (calha do Solimões); 29- URUCURITUBA (calha do Médio Amazonas); 30- CAREIRO CASTANHO (calha do Solimões); 31- MANAQUIRI (calha do Solimões); 32- PARINTINS (calha do Baixo Amazonas); NOVA OLINDA DO NORTE (calha do Madeira); FONTE BOA (calha do Solimões); 35- NHAMUNDÁ (calha do Baixo Amazonas); 36- CODAJÁS- (calha do Solimões); 37- UARINI (calha do Solimões); 38- BARREIRINHA (calha do Baixo Amazonas); 39- AUTAZES (calha do Médio Amazonas)

Total de famílias afetadas: 64.127

fonte: diarioam.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *