MANIFESTAÇÕES FAVORÁVEIS AO GOVERNADOR JOSÉ MELO EM TODO O ESTADO

Após o anuncio do voto de minerva do presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), Yêdo Simões, que foi favorável à improcedência da ação movida pela coligação derrotada nas eleições de 2014. A coligação “Renovação e Experiência”, do atual senador Eduardo Braga (PMDB) sofreu uma derrota inesperada, pois já contavam como certa a cassação do governador JOSÉ MELO (PROS) o que não aconteceu.

As redes sociais como Facebook, Instagram e milhares de grupos de mensagens do Whatsapp multiplicaram a informação rapidamente chegando em todas regiões do estado em poucos minutos. As manifestações favoráveis a vitória do governador fortalece o apoio positivo nos meios sociais ao executivo estadual que em meio a “crise” foi o único estado do norte em que o desemprego deu uma recuada, ao contrário dos demais estados que anunciaram um aumento ainda maior de desempregados.

José Melo ganha fôlego de gato! E mesmo utilizando o “silêncio” como sua melhor estratégia diante do massacre imposto por seus adversários que já contavam com a vitória antes do tempo, Melo surpreendeu mais uma vez, e melo-vitoriasegue cada dia mais forte, colhendo resultados positivos sem muito alarde. Com a disputa política acirrada na capital do estado, os dois candidatos preferiram expelir o “apoio não anunciado” do governador. Com a permanência de Melo a frente do executivo estadual, o próximo prefeito eleito poderá ter dificuldade em administrar sem o apoio e parceria do governo do estado.

A SECOM lançou nota desmentindo as insinuações de que o governo do estado estaria quebrado e desorganizado, o secretário de comunicação AMARAL AUGUSTO DE SOUZA citou que o estado tem cumprido suas obrigações como folha salarial sem atraso ou parcelamento como ocorre em vários estados brasileiros, a nota afirmou ainda que o décimo terceiro dos funcionários está mantido inclusive com sua antecipação já paga alguns meses atrás. Amaral Augusto acrescentou que os fornecedores estão recebendo seus créditos empenhados na SEFAZ a medida em que a arrecadação vai entrando nos cofres do governo e que todos os processos em abertos serão cumpridos embora a “crise nacional” continue fazendo vítimas por todo o país, finalizou.

 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.