POR DECISÃO DA FAMÍLIA, TERRINHA SERÁ ENTERRADO EM MANAUS

Privado de seu maior desejo, nosso saudoso Carlos Evaldo Almeida de Souza, após decisão de sua família, será enterrado em Manaus, segundo alguns prints, possivelmente de seu filho Lincon espalhados nas redes sociais aqui em Humaitá.

Sei da dor espiritual pelo qual passa a família Almeida de Souza, porém, recebo com tristeza essa decisão tomada por eles, pois, vai de contramão de uma vida inteira de dedicação a nossa terra natal. Presenciei diversas vezes proferidos por sua própria boca o seu desejo de ser enterrado aqui na terra de Álvaro Maia, nome pelo qual era sua inspiração, pois o seu escritório Jurídico tem este nome, tamanho o carinho e amor a Humaitá.

Deus nos deu o direito de nascer e também o direito de escolher onde viver, para nós mortais nos deu também um grande privilégio durante os dias em que estamos vivos, que é o desejo de escolhermos onde queremos ser enterrados. Utilizar a incômoda regra de privar a todos de um enterro digno, por descumprir uma decisão alienígena, de velarmos os corpos de nossos entes queridos, é se deixar vencer sem reagir ao contraditório, que foi durante toda sua vida pública, sua bandeira de luta! Minimizada pelo bem da família. É aqui que seu saudoso pai seu Toti e seu irmão, Joaquim Almeida que foi juiz de direito estão enterrados, portanto, repensem nessa decisão, afinal o “Terra” merece!

Ao amigo, que o chamava de tio, por ser membro maçom, desde a época de meu saudoso pai, rendo todas as homenagens possíveis, dizendo muito obrigado por tudo!

Finalizo minhas palavras com uma bela homenagem enviada agora pela manhã pelo nosso Defensor Público Aposentado Dr. “Chicão” que pela formalidade pelo qual o identifico, ilustra bem a amizade que temos, por sermos deste pedaço de chão abençoado por Deus e Nossa Senhora da Imaculada Conceição!

Francisco das Chagas Santiago da Cruz deixou oficialmente o serviço público a partir do dia 1º de agosto de 2019. Sua aposentadoria voluntária, após 34 anos no Ministério Público do Amazonas (MP-AM) agora atua como advogado criminal em Manaus, fez o seguinte comentário sobre nosso Carlos Evaldo Terrinha Almeida de Souza…

“O Terrinha é um raro exemplo de perseverança e paixão pelo direito criminal. Filho do seu Tote e dona Raimunda, desde muito garoto e sem ser graduado em Direito, já atuava nos júris na cidade de Humaitá. Depois, já casado e com família constituída conseguiu aprovação no vestibular da antiga FUA (Fundação Universidade do Amazonas) e, com esforço pessoal e sacrifício familiar, formou-se em Direito na tradicional faculdade da escadaria dos remédios na capital amazonense. Nunca abandonou sua terra natal e a advocacia criminal era seu sacerdócio.

Atuava em toda a região sul do estado com dedicação, zelo e compromisso republicano. Foi apeado da vida de maneira traiçoeira pelo vírus criminoso que veio de muito longe para causar dor e sofrimento”.

Vai o homem e ficam seus exemplos e sua obra. Humaitá sem o Terrinha jamais será a mesma.

“Descansa em paz conterrâneo sonhador!”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here