Vereador de Apuí doa 50% de seu salário para comprar cestas básicas que serão entregues pela Secretaria de Ação Social

O vereador Carlos Alves da Silva (PSC) do município de Apuí, no sul do Amazonas decidiu comprar cestas básicas com 50% de seu salário, para doar as famílias que estão sem alimentos em sua cidade. Por estar em ano eleitoral o parlamentar tem sua conduta vedada pela legislação eleitoral, porém todas as cestas compradas e adquiridas por ele foram entregues na secretaria de ação social de seu município, onde o secretario e membro da pasta possam fazer a entrega nas casas onde de fato as pessoas estejam necessitadas.

Nossa redação entrou em contato com o vereador para saber quais os motivos que o levaram a tomar esta atitude, uma vez que, raríssimas exceções até o momento são divulgadas. O vereador reportou que, diante do quadro de isolamento social vivido em seu município, famílias inteiras tem passado necessidades por falta de dinheiro para comprar seu sustento, e que mesmo sabendo que não vai resolver este problema sozinho, decidiu fazer sua parte como representante do povo, questionamos porque o mesmo decidiu entregar as cestas na secretaria de ação social, ele nos disse que,‘está fazendo o bem sem olhar a quem’, e seu interesse é em ajudar os que mais precisam neste momento.

O Secretario de Ação Social recebeu a doação dizendo que, todas as cestas serão entregues as famílias necessitadas, o secretário elogiou a atitude do vereador dizendo que, este exemplo deveria ser seguido por todos!.

Ao fazer história, o vereador Pelado ganha os parabéns de toda a sociedade e certamente seu exemplo deverá ser seguido em outras cidades também. Esperamos que aqui em Humaitá, o exemplo sirva, e que nossos parlamentares resolvam aparecer com ações semelhantes, pois, a vida difícil até o momento só está acontecendo nas casas de quem os elegeram.

A iniciativa de transformar essa arrecadação em uma campanha social foi a maneira que o vereador percebeu para poder contribuir com as famílias que se encontram em isolamento social, devido a pandemia do Coronavírus. A ideia é que o comercio de sua cidade também possam aderir sua causa e arrecadar até o fim do mês mais cestas básicas, para ajudar mais famílias de seu município.

1 COMENTÁRIO

  1. Caridade que gera publicidade não é caridade; é auto promoção e oportunismo.
    “Ao contrário, quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão direita, de modo que a tua esmola fique oculta” (Mateus 6,3-4).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here