TRAGÉDIA – BALSA GRANELEIRA ATROPELA CANOA RABETA COM 04 PESSOAS, E JOVEM DE 16 ANOS DESAPARECE NO RIO MADEIRA

Um acidente trágico ocorrido na tarde de sábado (11.04) no último final de semana no Rio Madeira próximo a Comunidade de “Retiro” envolvendo uma Balsa Graneleira e uma Canoa tipo Rabeta com 04 pessoas, ocasionou o desaparecimento de uma jovem de 16 anos, ( V. BARROS) que até o presente momento (15.04) não foi encontrada. A notícia deste fato, viralizou em alguns grupos sociais com áudios e um vídeo que mostra e identifica a Balsa que teria passado por cima da pequena embarcação.

Diante do fato, buscamos informações da ocorrência, na Agencia Fluvial da Marinha em Humaitá, para sabermos quais as medidas tomadas pelo comando local, onde fomos recebidos pelo C T Carlos Adair Freitas que nos reportou estar em operação de buscas desde a manhã de domingo (12) no local do acidente. Tentamos saber um pouco mais detalhado como são os procedimentos a serem efetuados pela agência nesse tipo de casos, mas o comandante de forma gentil nos reportou que, todas as informações oficiais serão dadas através de NOTA OFICIAL do 9º Distrito Naval da Marinha que você pode ler logo abaixo:

COMO ACONTECEU O ACIDENTE

 

Uma canoa tipo rabeta com 04 passageiros estava em direção crescente, subindo o Rio Madeira no mesmo sentido da Balsa tipo Graneleira que também subia em direção a Humaitá. Testemunhas afirmam que, a balsa ia na margem direita do rio e que o rabeta fez manobra para ultrapassar pelo lado esquerdo. Ao conseguir fazer a passagem, a pequena embarcação fez nova manobra cruzando diante da balsa para o lado direto, onde seguiria subindo o rio, mas durante o cruzamento diante da grande embarcação, o eixo do motor rabeta soltou-se paralisando a canoa na rota da balsa, que segundo o condutor da mesma, ainda desligou o rebocador para não ocorrer a colisão que infelizmente acabou acontecendo. A balsa passou por cima da canoa e os 04 ocupantes, todos sem salva-vidas, se jogaram no rio para tentar chegar até a margem. Uma jovem de 16 anos que estava na pequena embarcação, não conseguiu chegar à beira, desaparecendo nas aguas barrenta do Rio Madeira. Os 04 ocupantes iriam até uma comunidade de “RETIRO” onde participariam de um torneio de futebol.

 

Equipes de buscas e familiares estão à procura do corpo da jovem, porém nada encontraram até o fechamento desta matéria, com o passar do tempo são cada vez remotas as possibilidades de ocorrer o resgate.

 

SEGURANÇA

 

O salva vidas exigido por lei, é fato primordial para quem navega nos rios, ele é como um cinto de segurança dos veículos terrestres capaz de salvar em casos de naufrágios, dando oportunidade de o corpo ser resgatado, com ou sem vida mais facilmente. A necessidade dos itens de segurança naval são exigência quase sempre desrespeitadas por nosso povo ribeirinho, que na maioria das vezes acha que nunca vai ocorrer nada de errado durante seu deslocamento ao longo dos rios.

 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.