PREFEITURA DE HUMAITÁ ENTRA NA JUSTIÇA CONTRA ELETROBRÁS AMAZONAS ENERGIA

A Ação Civil Pública impetrada no Ministério Público, cobrou a normatização do funcionamento da energia elétrica no município de Humaitá. Após divulgação da matéria postada por nossa redação, em que relatamos os verdadeiros motivos dos racionamentos ocorrido em Humaitá https://acriticadehumaita.com.br/racionamento-de-energia-precisa-ser-fiscalizado-no-interior-do-amazonas/

O prefeito de Humaitá, visitou o escritório da Eletrobrás Amazonas Energia, em busca de solucionar o fim do racionamento, e acabou sendo informado de que, os problemas foram agravados devido a paralisação dos motores da empresa GOPOWER que não teve seu contrato renovado, pela ‘nova gestora’ da autarquia no município. Herivaneo Seixas então solicitou para o departamento jurídico da prefeitura, entrar com uma ação civil pública no MP de Humaitá que, em regime de urgência encaminhou pedido de tutela antecipada junto ao Juizado da 1ª VARA CÍVIL DA COMARCA DE HUMAITÁ que é regida pelo Juiz DIEGO BRUM LEGASPE BARBOSA que atendeu o pedido do MP imediatamente.

A medida serve como exemplo a ser seguido por demais municípios do interior que vivem o mesmo drama, sem que a verdade seja divulgada, para evitar retaliações dos usuários de energia elétrica. A Ação Civil em caracter de urgência é um claro sinal de que a justiça serve para atender os anseios da coletividade, mas que, precisa ser provocada por alguém, pois não pode andar sozinha.

empresa terceirizada que estava paralisada, ganha fôlego e prazo para que a Eletrobrás Amazonas Energia possa renovar sua permanência nos locais onde está com seus equipamentos prestação serviço de apoio a rede elétrica da empresa de energia elétrica.

O prefeito Herivaneo Seixas como representante do povo, protocolou pedido, conforme, cópia de autoria em anexo.

O juiz DIEGO BRUM LEGASPE BARBOSA, acatou o pedido formalizado pelo MP notificando a gerência da empresa Amazonas Energia no município de Humaitá.

O prefeito do povo ficou satisfeito com o atendimento do Ministério Público, que de maneira célere conseguiu garantir, o restabelecimento é a normalidade da rede elétrica no município.

VEJA A DECISÃO NA ÍNTEGRA

online-18

Texto: Chaguinha

ACRÍTICA DE HUMAITÁ

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here