Governo do Estado vai investir R$ 2,9 bilhões na Educação, em 2020

 

A Educação foi um dos setores que mais avançou no primeiro ano de mandato do governador Wilson Lima. Para 2020, o Governo do Estado vai investir R$ 2,9 bilhões em melhorias na estrutura e gestão administrativa e pedagógica da rede estadual de ensino.

Durante balanço de governo, nesta quinta-feira (02/01), o governador destacou a ampliação de vagas, com a inauguração de quatro novos Centros de Educação de Tempo Integral (Ceti): em Presidente Figueiredo, Benjamin Constant, Lábrea e Nova Olinda do Norte.

Foram retomadas também obras de mais cinco Cetis no interior: Tabatinga, São Paulo de Olivença, Codajás e Fonte Boa. O governo também revitalizou o Ceti de Parintins. Com isso, foram abertas mais 2,5 mil vagas em tempo integral. Agora são 80 escolas desse modelo, sendo 42 na capital e 38 no interior.

De um total de 596 escolas que precisavam de melhorias imediatas, 329 foram revitalizadas e as demais 267 receberam manutenção. O investimento foi de R$ 70 milhões.

A rede estadual passou a atender 3,3 mil alunos com ensino bilíngue, com mais duas parcerias, uma para ensino da língua francesa, na escola de tempo integral José Carlos Mestrinho, e outra para língua japonesa, na escola de tempo integral Jacimar Silva Gama.

O Governo atendeu aproximadamente 33 mil alunos de 3.150 comunidades do Amazonas com ensino regular presencial mediado por tecnologia. O Centro de Mídias da Seduc ofereceu também cursos de qualificação aos profissionais de educação e pré-vestibular para estudantes.

Em 2019, foi ampliado em 67% a quantidade de alimentos oferecidos na merenda escolar em 2019, em comparação com 2018. Foram mais de 190 mil toneladas de alimentos, beneficiando 400 mil estudantes. Pela primeira vez, o Governo atingiu a meta de investir 30% dos recursos destinados à alimentação escolar na agricultura familiar, conforme o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Foram investidos mais de R$ 24 milhões na aquisição de itens regionais de 25 associações, 23 cooperativas e três produtores individuais, num total de 9,2 mil famílias de agricultores.

Pessoal – Durante a coletiva de imprensa, o governador Wilson Lima destacou ainda o reajuste salarial de 14,08% dos professores, sendo pagamento da data-base de 2016, de 9,38%, que era uma conquista da categoria e ainda não havia sido paga, somada à data-base de 2019, de 3,89%, mais 0,81 de perda residual reposta.

O Governo promoveu 13 mil professores com progressões horizontais e verticais somente nos 10 primeiros meses do ano passado, que obtiveram ganhos salariais de 2% até 55%. Houve o reajuste do auxílio-localidade, que subiu de R$ 30 para R$ 80 para servidores das sedes municipais e R$ 120 para servidores das zonas rurais.

Foram convocados 4.026 professores e pedagogos aprovados no concurso da Seduc de 2018. Para preencher vagas não contempladas pelo último concurso e garantir o ano letivo de 2020, foi aberto em dezembro um processo seletivo para contratação de 2.868 professores.

Ensino superior – O Cetam ofereceu 126.551 vagas ano passado, sendo 67.979 em Manaus e 58.575 no interior, em cursos técnicos, especializações técnicas, inclusão digital e cursos de qualificação profissional.

Com a Fapeam, em dez meses, o Governo investiu R$ 77,8 milhões em formação de recursos humanos (59,26% do total) e financiamento de pesquisas. Com esse volume, a Fapeam ficou em 7º lugar no ranking nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa do país. O benefício desse investimento atinge 114 mil pessoas no Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here