Governador Wilson Lima inaugura Ceti em Lábrea e entrega fomento a pescadores do município

 

Esse é a terceira unidade de ensino no modelo entregue somente em 2019

O governador do Amazonas, Wilson Lima, inaugurou, neste sábado (9/11), o Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Agostinho Ernesto de Almeida, no município de Lábrea (a 700 km de Manaus). Este é o terceiro Ceti entregue somente este ano. Ainda em Lábrea, o governador entregou fomento de R$ 189 mil do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) a pescadores, beneficiando mais de 1.200 pessoas.

A unidade da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc-AM) tem capacidade para atender 950 alunos dos ensinos fundamental e médio. O secretário da Seduc-AM, Vicente Nogueira, também participou da inauguração da unidade.

Ao todo, o Governo do Amazonas investiu cerca de R$ 25 milhões na construção e mobília da escola. Em Lábrea, Wilson Lima destacou a importância de levar infraestrutura educacional de qualidade para o interior do estado. Este ano o atual Governo inaugurou Cetis também nos municípios de Benjamin Constant e Nova Olinda do Norte.

“Nós estamos entregando aqui uma estrutura moderna, um espaço amplo, arejado, com áreas para a prática esportiva, com piscina, campo de futebol e quadra, também com laboratório de informática, biblioteca, toda refrigerada. Depois que essas estruturas começam a funcionar, a gente começa a perceber o diferencial nas notas, o diferencial nos números que são apresentados e nas avaliações que são feitas pelo Governo Federal. Eu não tenho dúvida que o município de Lábrea vai avançar ainda mais, porque nós estamos entregando esse Ceti, e estamos reformando também escolas”, afirmou o governador.

Durante o evento, ele anunciou a revitalização da Escola Estadual Professor Gilberto Mestrinho III, localizada no município.

Estrutura – A nova unidade de ensino do Estado conta com 24 salas de aula, dois laboratórios de Ciências e um laboratório de Informática, uma biblioteca, um Espaço Google, cinco salas para administração, um consultório odontológico, uma sala para atendimento psicológico, uma enfermaria, uma sala de professores, uma sala de coordenação, um pátio coberto, uma cozinha ampla com vários balcões em aço inox e banheiros femininos e masculinos nos três pavimentos de corredor do Ceti, dentre outros espaços.

Além disso, a unidade de ensino terá, também, uma ampla área dedicada à prática esportiva. Nela, estarão dispostos: quadra poliesportiva, campo de futebol, piscina semiolímpica, vestiários e salas de dança, música, artes marciais, fanfarra e ginástica.

Para a gestora do Ceti, Rosenilda Soares, além de resolver o problema de superlotação das escolas, o Centro garante melhoria na qualidade do ensino e no desempenho dos alunos.

“O ensino de tempo integral representa um avanço grandioso, tanto na qualidade do ensino quanto na questão social, a questão da própria cidadania do aluno. Esse Ceti vem para redistribuir esses alunos, fazer com que nossas escolas trabalhem com uma quantidade de alunos menor e, consequentemente, com quadro humano que atenda melhor esses alunos”, afirmou a gestora.

O Ceti do município integra o Programa de Aceleração dl Desenvolvimento da Educação do Amazonas (Padeam), financiado parcialmente pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (DIB).

De acordo com os últimos indicadores do Índice de Educação Básica (Ideb), Lábrea teve um resultado 30% a mais do que o esperado. Para os moradores do município, o Ceti garante um novo futuro aos estudantes, principalmente de baixa renda.

“(O Ceti) vem ao encontro das nossas necessidades. Nós, aqui de Lábrea, necessitamos dessa magnitude, onde irá trazer, com certeza, uma educação de qualidade, uma educação de qualidade para aqueles menos favorecidos, num ambiente favorável ao seu aprendizado. Eu espero, se Deus quiser, que minha filha venha estudar aqui”, afirmou o professor Gercivaldo Lima Alves, de 38 anos.

Benefício aos pescadores – Na solenidade de inauguração do Ceti, Wilson Lima também fez a entrega de um cheque simbólico no valor de R$ 189 mil à Associação de Pescadores de Lábrea (Apel), que foi selecionada através do edital 003/2017, do FPS.

O dinheiro, segundo a associação, deve auxiliar na compra de um carro, computadores, mesas e outros implementos para a melhoria na infraestrutura da Apel, que atualmente atende mais de 1.200 pescadores.

“Essa quantia em dinheiro vai ser revertida em materiais para que a gente possa ajudar o atendimento dos nossos pescadores. Na maioria das vezes, o pescador precisa pagar uma quantia para o atravessador fretar um carro. E agora, que fomos contemplados, vamos diminuir os gastos do pescador. Esse dinheiro que ele estava gastando para fretar o carro, poderá ser usado, por exemplo, dentro de casa”, afirmou a presidente da Apel, Francisca Batista.

Com a aquisição dos bens de infraestrutura e logística, a associação pretende, no prazo de um ano, beneficiar aproximadamente 1.250 famílias de pescadores artesanais com serviços administrativos, promovendo regularização e apoiando ações de comercialização e redução de custos.

Sobre o patrono do Ceti – Vindo do Ceará aos 14 anos de idade, Agostinho Ernesto de Almeida é tido no município como exemplo de homem trabalhador e que acreditou na educação para criar os 12 filhos. Seringueiro, sem estudos, ele chegou em Lábrea em 1950, onde criou os filhos que vieram de escola pública e se tornaram empresários, sempre com o olhar voltado para cuidar do município que os acolheu desde muito cedo. Os filhos decidiram então doar o terreno de 12 mil metros quadrados para que o Estado pudesse erguer o primeiro Ceti do município.

Fotos: Diego Peres/Secom

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here