Ex-prefeito de Manicoré recebe com surpresa, condenação por 08 anos anunciada pelo TJAM

O ex-prefeito de Manicoré Lúcio Flávio do Rosário foi condenado, pela Justiça do Amazonas, a 8 anos e 1 mês de prisão por usar funcionária “laranja” para desviar verba municipal.

O ex-gestor foi acusado pelo crime  de responsabilidade, ele ainda foi condenado à perda de cargo e à inabilitação por 5 anos para o exercício de função pública, eletivo ou de nomeação, além do ressarcimento aos cofres públicos de R$ 50,7 mil.

De acordo com o denúncia formulada pelo Ministério Público do Estado do Amazonas, o ex-gestor municipal pagava R$ 1.300,00 a Manoel Alves Faustino – policial militar à época dos fatos – por serviços de segurança pessoal. O pagamento da gratificação a Faustino – também condenado na sentença – era feito por meio de uma terceira pessoa (“laranja”), a empregada Vanusa Fernandes Hipe, que trabalhava na casa do policial e teve o nome incluído na folha de pagamento da prefeitura como servidora comissionada.

Nossa redação entrou em contato com o ex-gestor que se pronunciou sobre a decisão proferida pelo Tribunal de Justiça do Amazonas.

O ex-prefeito de Manicoré disse que, não foi ouvido no processo e que vai recorrer da decisão proferida pelo juiz de primeira instância. Relata que recebeu com surpresa essa condenação, e que acredita na extinção da sentença após defesa apresentada por seus advogados”.

O policial aposentado Manuel  Alves Faustino, não foi localizado por nossa reportagem.

  • Fonte: ACRITICA.COM/ADAPTAÇÃO

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here