Em Humaitá, governador inaugura 12ª unidade do Prato Cheio no interior

Investimentos que totalizam R$ 830,9 mil para a área social dos municípios de Apuí e Humaitá foram entregues durante o Governo Presente

O governador Wilson Lima inaugurou, nesta terça-feira (07/06), a 12ª unidade do programa Prato Cheio no interior do Amazonas. A unidade vai funcionar no município de Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus), onde o governador cumpre agenda do programa Governo Presente, com inaugurações e anúncios de obras. Em todo o estado, o programa de combate à fome conta com 22 espaços para atender a população em situação de pobreza e extrema pobreza.

Além de Humaitá, Wilson Lima também levou os serviços públicos do Governo Presente para Apuí (a 453 quilômetros de Manaus). Nesta ação nas duas cidades da calha do rio Madeira, o governador liberou mais de R$ 830,9 mil para projetos na área social.

O Prato Cheio passa a funcionar na modalidade restaurante popular em Humaitá, com capacidade para servir 400 refeições por dia, de segunda a sexta-feira, pelo preço simbólico de R$ 1.

“Eu quero agradecer ao governador Wilson Lima, que está trazendo esse Prato Cheio para o município de Humaitá. Após a pandemia, muitos pais ficaram desempregados. Aqui no bairro São Cristóvão, precisamos bastante, tem idosos e pessoas muito carentes, nós só temos a agradecer”, disse a dona de casa Dicleia Lobato, de 40 anos, atendida durante a ação.

Desde o ano passado, o Governo do Amazonas já implantou 12 unidades do Prato Cheio no interior do estado. Os espaços estão funcionando em Manacapuru, Autazes, Itacoatiara, Tefé, Barreirinha, Parintins, Rio Preto da Eva, Tabatinga, Maués, Iranduba, Borba e, agora, Humaitá.

O programa é administrado pela Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) e Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Aadesam).

“A pior coisa é um pai não saber o que vai colocar na mesa para dar de comer para os filhos, é desesperador. É por isso que eu estou trabalhando para colocar um restaurante popular em cada município desse estado. Eu não vou sossegar enquanto isso não se concretizar”, ressaltou o governador.

O Prato Cheio é dividido em dois serviços distintos: nos restaurantes populares, o almoço é vendido pelo valor simbólico de R$ 1, de segunda a sexta-feira, das 11h às 13h. Nas cozinhas populares, a sopa é gratuita e cada pessoa atendida tem direito a 1 litro do alimento, de sabores variados, de segunda a sábado, também das 11h às 13h.

Outros investimentos

Em Humaitá, o Governo do Estado também inaugurou a quinta unidade do interior do Serviço de Apoio à Mulher, Idoso e Criança (Samic). O local vai funcionar no anexo da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) do município e conta com uma equipe psicossocial para atender a população.

O principal objetivo é oferecer um serviço humanizado às pessoas em situação de vulnerabilidade, além de reforçar o combate à violência contra mulheres, crianças e idosos.

Por meio do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), três associações de Humaitá e uma de Apuí foram beneficiadas com fomento social da ordem de R$ 536,9 mil.

Para o Pelotão Mirim de Humaitá a entrega foi para a reforma e ampliação do prédio da sede que atua com inclusão social e produtiva. O benefício deste fomento é de R$ 148,4 mil, que vai ser investido para atender às crianças e adolescentes que participam do programa pelotão mirim.

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Humaitá (Apae) foi beneficiada com um veículo van adaptada com 13 lugares, que vai oferecer melhorias na logística de pessoas com deficiência atendidas pela Apae Humaitá, proporcionando melhor conforto, segurança e acessibilidade no atendimento. O valor deste fomento é de R$ 299,9 mil.

Para a Associação das Costureiras e Artesãs de Humaitá, a entrega foi de equipamentos de corte e costura no valor de R$ 88,5 mil, entre eles estão máquinas, tecidos, linhas, agulhas e outros

Crédito para empreender

Durante o mutirão de serviços públicos do Governo Presente, a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) liberou R$ 284 mil em crédito, sendo R$ 81 mil para Apuí e R$ 203 mil Humaitá.

Os R$ 203 mil liberados em Humaitá atendem 27 empreendedores locais, sendo quatro operações do Crédito Rosa, voltado para negócios desenvolvidos por mulheres.

FOTOS: Arthur Castro e Rodrigo Santos/ Secom

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.