Defesa Civil de Rondônia, Intensifica apoio às comunidades afetadas pela cheia do Madeira

A Defesa Civil em Rondônia esteve na comunidade de Mutuns, no Baixo Madeira, na manhã desta quarta-feira,04, para verificar as demandas dos moradores afetados pela cheia do rio Madeira. Como precaução, foram montadas três barracas em local seguro para abrigar famílias em caso de urgência.

A determinação do prefeito Hildon Chaves é que nos adiantemos às situações difíceis e que 100% dos ribeirinhos atingidos sejam atendidos pela Prefeitura”, afirmou o diretor da Defesa Civil Municipal, Marcelo dos Santos.

A equipe comandada pelo gerente de operações da Defesa Civil, Rogério Félix, foi acompanhada do presidente da Associação de Moradores, Produtores Rurais de Mutuns e Baixo Madeira (Amprumbam), Severino dos Passos Nobre.

A primeira família a receber a visita da equipe foi da moradora Ivonea Pantoja de Souza, que já se encontra abrigada em barraca disponibilizada pela Prefeitura anteriormente.

Aqui pelos lados do sul do Amazonas, a Defesa Civil não atuou até momento.

Estrada

Nobre ainda levou a equipe até a casa de João Martins, morador da linha vicinal rural C-01, que liga as comunidades de Bom Jardim, São Miguel, Silveira e Pau D’arco, entre outras. “Essa estrada é essencial para a locomoção dos moradores, mas atualmente o que vemos aqui é muita água, por isso o transporte só pode ser feito através de voadeira ou canoa”, disse o presidente da Amprumbam.

Por conta da enchente, o senhor João perdeu cerca de mil pés de banana. Os animais – galinhas e cachorros – ficam abrigados em cima da mesa, mesmo assim correm o risco de serem atacados por cobras e jacarés.

“Moro aqui há 55 anos e nunca fomos tão castigados como nos últimos anos. Meus oito filhos agora moram na cidade, aqui está apenas eu, minha esposa e dois netos. Termos que recomeçar tudo”, declarou com a voz embargada e lágrimas nos olhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here