David pretende investir R$ 15 milhões para criar 100 núcleos de esportes nas comunidades

Com ajuda de recursos federais, candidato da coligação Avante Manaus pretende construir três mini vilas olímpicas nas zonas Norte e Leste de Manaus, além da Praça da Vida Saudável

Implantar 100 núcleos de esportes nos bairros da periferia de Manaus, a partir dos recursos federais do Programa Esporte e lazer da Cidade (PELC), usando as atividades esportivas como instrumentos de desenvolvimento e integração social, é uma das prioridades do Plano de Governo do candidato a prefeito David Almeida (Avante). David pretende direcionar R$ 15 milhões para atividades esportivas nos bairros e gerar empregos nas comunidades.

O candidato diz que vai recriar a Secretaria Municipal de Esporte e estuda a construção de três mini vilas olímpicas nas zonas Norte e Leste, além da Praça da Vida Saudável, bem como implantar um fundo especial destinado a auxiliar no desenvolvimento das atividades esportivas em diversos pontos da cidade.

“Nós temos consciência de que vamos trabalhar com um orçamento menor, em tornos de R$ 600 milhões – por conta dos efeitos da pandemia sobre a nossa economia -, mas, com recursos federais disponíveis como os do PELC, nós vamos trabalhar focados na busca da maior eficiência e fazer a cidade de Manaus respeitar esporte, que, além do lazer, é uma ferramenta de combate à obesidade, a diabetes e à hipertensão. O esporte é também um instrumento de medicina preventiva”. Ele lembrou que a gestão Arthur Neto (PSDB) tinha uma secretaria de Esportes com um orçamento anual de R$ 18 milhões, mas gastava R$ 15 milhões no custeio.

Revitalização
Entre as ações previstas no Programa de Revitalização e Modernização do Esporte, em Manaus, se destacam, por exemplo, a de criação do Fundo Municipal de Esporte Lazer, com perspectivas de captação de recursos privados, estaduais, federais e de organismos internacionais, além da recuperação e manutenção preventiva dos mais de 200 espaços esportivos que atualmente necessitam de reforma.

“Nós também vamos elaborar e implementar atividades de esporte e lazer voltadas às pessoas com deficiência, para uma vida mais ativa, bem como investir na estratégia de parcerias e incentivos ao esporte com a iniciativa privada”, destaca David.

Outra proposta é desenvolver o programa de formação de agentes de lazer e esporte nas lideranças comunitárias, sobretudo para o dinamismo das práticas esportivas voltadas às crianças e aos idosos, bem como implementar atividades de dança em espaços públicos dos bairros e implantar o projeto “Esporte na Escola”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here