Assembleia Legislativa celebra 50 anos do curso de Jornalismo da UFAM

A celebração dos 50 anos do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) foi o tema da sessão especial que movimentou a Assembleia Legislativa nesta segunda-feira, 8 de abril. A atividade foi uma propositura da vice-presidente da Casa, deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), que é jornalista formada pela instituição homenageada.

Em seu pronunciamento, Alessandra destacou a ligação afetiva com a Universidade, onde cursou Jornalismo e participou ativamente do Movimento Estudantil como presidente do Centro Acadêmico de Comunicação Social e posteriormente como presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE/UFAM) e dirigente regional da União Nacional dos Estudantes (UNE).

“Fui formada na UFAM no curso de Jornalismo e as minhas maiores lembranças felizes e políticas são do tempo do Movimento Estudantil. Foi lá que eu passei boa parte da minha vida, então essa sessão é envolta de muito sentimento. O curso de Comunicação da UFAM foi o lugar onde eu aprendi a ver a vida de outra forma, a ter uma visão mais crítica sobre tudo que acontece na sociedade”, disse Alessandra.

A deputada destacou o pioneirismo da UFAM, que foi a primeira universidade do Estado e da Amazônia a forma jornalistas para o mercado de trabalho na região. Alessandra disse que o curso de Jornalismo da UFAM foi precursor e formou grandes jornalistas, grandes homens e mulheres que a gente tem na Comunicação Social no nosso Estado.

“Depois vieram as outras universidades, o que democratizou o acesso ensino superior, mas durante muitos anos foi só o nosso curso que formou jornalistas não só para o Amazonas, mas para outros Estados”, ressaltou Alessandra, que deixou seu mandato à disposição para colaborar com o curso de Jornalismos da UFAM com emendas impositivas a serem aproveitadas conforme a necessidade.

Função social do Jornalismo
Responsável pelo contato que possibilitou a sessão especial, o diretor da Faculdade de Comunicação da UFAM, professor Allan Barreto Rodrigues, deu uma aula no plenário sobre o papel social do Jornalismo e dos jornalistas na Democracia. Nesse sentido, a missão do jornalista nos tempos modernos é fundamental para combater as “fake news”, ou simplesmente notícias faltas que circulam pelas redes sociais.

“A primeira coisa que devemos entender é que Jornalismo é algo diferente de jornal. Os jornais são empresas jornalísticas que consideram a notícia um produto e seus fins visam o lucro. O Jornalismo é algo diferente, ele pertence ao campo dos valores e integra o universo da Cultura como espaço público dos discursos sociais conflitantes”, disse Allan.

Citando um texto do professor e teórico da Comunicação José Marques de Melo, que considera que a qualidade da imprensa e do Jornalismo são indicadores do estágio civilizatório de qualquer sociedade, Allan afirmou que o Jornalismo é uma das profissões mais difíceis de serem exercidas.

“Dentro dos regimes democráticos, a prática jornalística assumiu o conceito de serviço público, cabendo a ela fornecer aos cidadãos as informações necessárias ao exercício da cidadania. Os jornalistas devem atuar como um elo indispensável entre a opinião pública e as instituições governamentais”, prosseguiu o professor.

Allan finalizou seu pronunciamento afirmando que a Universidade Federal do Amazonas tem o compromisso de formar jornalistas cientes de sua função social. E o combate às notícias falsas está no alvo do curso de Jornalismo da UFAM.

“As fake news, ou simplesmente mentiras contadas pelas redes sociais, aumentam a responsabilidade dos jornalistas. Na Democracia, a finalidade do Jornalismo não é definida pela tecnologia, pelos jornalistas ou pelas técnicas utilizadas no dia a dia. Ela é definida pela função exercida pelas notícias na vida das pessoas, as pessoas precisam estar a par dos fatos que estão além das suas experiências”, definiu Allan.

Professores homenageados
Durante a sessão especial foram homenageados com diplomas de Honra ao Mérito professores do quadro de servidores do Curso de Comunicação da UFAM, entre eles Antônio José Valle da Costa, o “Tom Zé”, Carlos Alberto Corrêa Dias, o “Carlão”; Evandro Catanhede de Oliveira; e João Bosco Ferreira.

Mesa
Participaram da solenidade as seguintes autoridades: Cleto Cavalcante de Souza Leal, vice-reitor da UEA; Sylvio Puga, reitor da UFAM; Allan Barreto Rodrigues, diretor da Faculdade de Comunicação da UFAM; João Bosco Ferreira, coordenador do Curso de Jornalismo da UFAM; Dora Tupinambá, presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amazonas; Ana Célia Ossame, diretora adjunta da Diretoria de Comunicação da Defensoria Pública do Amazonas; e Eric Gamboa, secretário municipal de Comunicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here