Amazonas aumenta preço de referência do diesel em R$ 4 centavos

O Amazonas está entre sete estados que elevaram o preço do diesel desde o dia 1º de junho, num momento em que o país vive a turbulência da “guerra” travada com caminhoneiros durante sete dias por causa da alta do preço do produto.

O litro do diesel que custava R$ 3,55, pela tabela de referência do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), entre 16 e 31 de maio, passou para R$ 3,59 na sexta-feira passada. O preço da tabela de referência do Confaz é indicador para os donos de postos cobrarem o valor que quiserem (foto).

De acordo com a tabela de referência Confaz, publicada no G1, em vigor desde o dia 1º de junho, o preço do diesel foi elevado, além do Amazonas, nos estados do Acre, Alagoas, Paraíba, Rio de Janeiro, Rondônia e Tocantins.

A maior alta foi em Alagoas, onde o preço de referência aumentou R$ 0,22, seguida por Tocantins, com aumento de R$ 0,17 por litro e Acre, com elevação de R$ 0,14.

O preço de referência do diesel usado pelos governos estaduais para a cobrança do ICMS subiu em sete estados nesta primeira quinzena de junho, na comparação com o período entre 16 e 31 de maio, o que deve dificultar que o desconto de R$ 0,46 por litro anunciado pelo governo chegue imediatamente até as bombas de todos os postos do país.

A alíquota de ICMS sobre o diesel varia entre os estados e tem como base de cálculo o Preço Médio Ponderal Final (PMPF), fixado a partir de pesquisas e cujo valor é publicado pelo Confaz a cada 15 dias.

Veja os estados que elevaram preço de referência do diesel.

Estado Valor entre 16 e 31 de maio Valor desde 1º de junho diferença
AC4,12194,26650,1446
AL3,65033,87050,2202
AM3,55693,59330,0364
PB3,443,56870,1287
RJ3,6023,630,028
RO3,6873,7920,105
TO3,373,540,17

 

Apenas em quatro estados, houve queda no preço de referência do diesel: São Paulo, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Paraná, o que contribui para o repasse do desconto para o preço cobrando nas bombas nestes estados. Destes estados, apenas o ES antecipou o desconto de R$ 0,46. Em SP, a queda foi de R$ 0,37; no Paraná, diminuição de R$ 0,25; e no MS, redução de R$ 0,08.

 

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here